Thursday, September 10, 2009

o que ela quis dizer é que de olhos fechados os paços são largos, espaçados.
e mesmo com os olhos abertos a imaginação leva.
com a imaginação leve, a vida se encarrega.

trata-se de olhos, dos seus.

2 comments:

Jaya said...

A vida ultimamente descarrega, só. Um tanto louco de mundo nos meus olhos, que os olhos dele derramaram.

Geo,

Eu acredito sim que a gente se veja. Porque tem um tanto de nós em cada canto, e, veja você, nosso céu é o mesmo. Por isso é uníssono o som que 'odara' exala, pela gente. Por isso.

Queria ainda que você soubesse que às vezes escrevo textos esperando tua aprovação. Tenho essa bobice. Tenho os meus preferidos [leitura e escrita], que são meus termômetros. Tuas reflexões, teus reflexos, eu meço tudo. Aqui e lá.

É lindo ouvir das tuas segundas contentes, em minha companhia. Perdoa ter falhado nessa. Perdoa voltar assim, cambaleante e meio doída, nessa terça. Mas ainda assim estive. Por nós.

Te deixo um abraço apertado.
E um carinho meu.

Jaya said...

Pra um beijo. Estalado.